Sua empresa gasta mais do que fatura? Veja 05 dicas para reduzir os custos!

Fale com um especialista agora gratuitamente!
Nesse artigo você vai ver:

junho 7, 2018
Atualizado em julho 25, 2022

Mesmo após cortar diversos gastos e diminuir investimentos, o departamento financeiro da sua empresa continua no vermelho?

Fique em alerta: esse sinal indica que os gastos da sua organização estão maiores que os faturamentos e coloca em risco todas as metas e objetivos do seu negócio!

Nós sabemos que manter o controle financeiro não é uma tarefa fácil! Os números do Indicador de Inadimplência das Empresas da Serasa Experian revelou que, em abril de 2022, o número de inadimplentes registrados foi de 6,1 milhões no país, sendo que 52,5% desse total corresponde a empresas do setor de Serviços! 

Pensando na abrangência e na importância desse tema, escrevi esse post com 04 dicas fundamentais e que toda empresa deve saber e fazer para reduzir seus custos e prevenir seu patrimônio financeiramente!

Confira:

O que fazer quando minha empresa gasta mais do que fatura?

Os impostos da sua empresa estão muito altos? As contas a pagar estão maiores que o faturamento? As vendas dos produtos e serviços não estão na melhor fase?

Independente de qual for o seu problema, a partir de agora você vai conferir as principais dicas que os gestores da Direto escreveram para você equilibrar seu caixa e prevenir a sua empresa de possíveis imprevistos. Veja:

Avalie seu Regime de Tributação

Imposto sobre Produto Industrializado (IPI); Contribuição para o Programa de Integração Social (PIS); Contribuição Social sobre o Faturamento das Empresas (COFINS); Imposto aplicado sobre Movimentações Financeiras (CPMF) …

Não é difícil perceber que grande parte do orçamento de uma organização é destinado ao pagamento de tributos, correto? Por isso, para evitar que sua empresa pague mais impostos do que deveria, é importante que ela esteja enquadrada no Regime Tributário correto e mais viável financeiramente para seu ramo de atividade.

Isso acontece porque cada tipo de Regime de Tributação (Lucro Real, Lucro Presumido e Simples Nacional) apresenta uma maneira diferente de pagar impostos e entregar declarações ao Governo, pois seus tributos abrangem características que vão de acordo com o tamanho da empresa, porte, número de funcionários e atividade da empresa geradora de receita.

Fique atento e faça o mais rápido possível uma análise do Regime de Tributação da sua empresa!

+ Regime Tributário: Qual é o melhor para cada tipo de empresa?

Contrate uma Consultoria

Você já pensou em contratar uma consultoria financeira, fiscal ou contábil para ajudar no controle de gastos e faturamentos da sua empresa ou procurar o problema que está afetando o caixa do seu negócio?

Hoje em dia, a contratação de uma consultoria externa ou interna, está se tornando cada vez mais eficaz e eficiente, na medida que ela imprime agilidade aos negócios e promove mudanças que, muitas vezes, são difíceis de serem executadas dentro da própria empresa.

Além disso, ela pode exercer as mais variadas funções, como: ajudar no controle de gastos e recebimentos, realizar relatórios e declarações que deverão ser entregues ao Governo, gerenciar todos os impostos que devem ser pagos, auxiliar na tomada de decisões e outros.

Por isso, se você está precisando de um “help” financeiro e quer ter uma vantagem competitiva no mercado, pense bem e considere essa opção também!

+ Consultoria: 05 Sinais que é hora de contratar uma!

Diferencie a contabilidade da administração financeira

É comum que algumas empresas não diferenciem a área contábil da administração financeira, já que ambas são responsáveis pela mesma coisa: o dinheiro organizacional.

Mas é importante lembrar que cada uma tem uma função diferente, por exemplo, através da contabilidade, é possível identificar se a empresa está equilibrada financeiramente a cada exercício e, principalmente, saber onde estão os principais gastos da organização.

Já, com a administração financeira, é possível fazer a tesouraria, administrar as contas a pagar e a receber, bem como captar e investir os recursos gerados pela atividade econômica desenvolvida pela empresa. 

Por isso, é comum ver que algumas organizações estão com impostos pagos em dia, enquadradas no Regime Tributário adequado, com balanços e balancetes corretos, mas resultando em prejuízos.

 Portanto, para ter uma boa saúde financeira e evitar que sua empresa gaste mais do que fature, é necessário que ambos departamentos trabalhem juntos, analisem os números gerados pelos seus relatórios, organizem estratégias e apliquem dentro da sua organização.

Separe as contas pessoais das empresariais

Pode parecer óbvio, mas nem sempre isso acontece na prática!

Grande parte dos empreendedores e empresários (engana-se quem pensa que isso só ocorre nas micro e pequenas empresas) utiliza os lucros gerados pela organização de maneira pessoal, gerando grandes desequilíbrios financeiros e fiscais para o próprio negócio!

Tal atitude, além de ser irregular do ponto de vista contábil, é um erro financeiro que pode impedir a continuidade e causar graves problemas para qualquer empresa, independente do seu ramo de atividade ou porte.

Além disso, ao misturar as despesas da organização com as despesas pessoais, não é possível realizar um planejamento financeiro correto, fazendo com que os gestores não tenham um real entendimento e compreensão das demandas que envolvem o fluxo de caixa e as questões financeiras da empresa.

Ahh! Não podemos esquecer também que essa mistura de contas pode resultar em problemas nas Declarações de Imposto de Renda, tanto para a Pessoa física como jurídica.

Revise a CNAE

A CNAE é uma Classificação Nacional de Atividades Econômicas, que tem como objetivo padronizar e regularizar as atividades de quem trabalha com serviços e bens de consumo.

Cada ramo apresenta impostos diferentes ou com valores alterados, por isso, é importante que você revise se a CNAE da sua empresa ainda é válida para o seu tipo de negócio!

Você pode consultar a classificação da sua organização através do código contido na nota fiscal da sua empresa. Dessa forma, você pode ter a certeza de que não está pagando mais impostos por uma classificação inadequada.

#Ficaadica

Considerações Finais

Espero que com essas dicas, você consiga organizar melhor o seu setor financeiro e criar diferentes estratégias para redução de custos e aumento de lucros!

A avaliação do Regime de Tributação, assim como a CNAE, é uma ação que deveria ser realizada anualmente, pois de acordo com o crescimento e desenvolvimento do seu negócio, a viabilidade e a quantidade dos impostos podem sofrer alterações no decorrer do caminho.

Já a contratação de uma consultoria, a diferenciação da contabilidade do setor financeiro e a separação das contas pessoais das empresariais, são tópicos que devem ser realizados com mais frequência, principalmente se a sua organização enfrenta muitos problemas financeiros.

Ficou com alguma dúvida ou quer conversar mais com a gente sobre outros meios de evitar que a sua empresa gaste mais do que fatura? 

Clique aqui e peça o contato de um de nossos especialistas


Aproveite para ler também


Compartilhe nas redes:

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Artigo - Direto Group - Contabilidade em São Paulo - SP

Deixe um comentário

Veja também

Posts Relacionados

Tem Clínica Em São Paulo E Está Com As Finanças Bagunçadas. Descubra Como Se Organizar! - Direto Group

Como organizar as finanças para clínicas médicas em São Paulo

Tem clínica em São Paulo e está com as finanças bagunçadas? Descubra como se organizar! Melhore a gestão financeira da sua clínica em São Paulo com dicas práticas. Controle custos, aumente a lucratividade e garanta o sucesso do seu negócio Organizar as finanças de uma clínica médica em São Paulo

Cinco Exemplos De Holdings Familiares Bem Sucedidas E O Que Você Pode Aprender Com Elas. (1) - Direto Group

Descubra como holdings familiares de sucesso podem revolucionar seu Family Office!

Exemplos de holdings familiares bem-sucedidas e o que você pode aprender com elas. Descubra como as holdings familiares bem-sucedidas podem inspirar estratégias para potencializar o seu Family Office! As holdings familiares são estruturas empresariais que desempenham um papel crucial na gestão e proteção do patrimônio de grandes famílias.  No contexto

Os Primeiros Passos Para Criar Uma Holding Familiar. Um Guia Para Não Cometer Erros. (2) - Direto Group

Os segredos da holding familiar para o público Family Office

Os primeiros passos para criar uma holding familiar: um guia para não cometer erros. Descubra o guia completo para criar sua holding familiar sem cometer erros, especialmente para o público Family Office. A criação de uma holding familiar é uma estratégia fundamental para famílias que desejam gerir e proteger seu

Como Aliviar Os Impostos. Itbi E Itcmd Abrindo Uma Holding - Direto Group

Como uma Holding Pode Diminuir Custos com ITBI e ITCMD?

Como aliviar os impostos: ITBI e ITCMD abrindo uma Holding?  Saiba mais sobre o papel das Holdings Familiares na redução de ITBI e ITCMD e como isso pode beneficiar seu planejamento financeiro. O Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e o Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD)

Gestão De Investimentos Em Family Office. Porque é Tão Importante (1) - Direto Group

A importância da Gestão de Investimentos em Family Office

Gestão de investimentos em Family Office: Porque é tão importante? Descubra como a Gestão de Investimentos pode garantir a segurança e crescimento do seu patrimônio A gestão de investimentos é uma pedra angular na operação de um Family Office, responsável não só pela prosperidade econômica imediata, mas também pelo legado

Recomendado só para você!
Você sabe qual é o valor da sua empresa no…
Cresta Posts Box by CP