Desigualdade de gênero: como evitar na minha empresa?

Fale com um especialista agora gratuitamente!
Nesse artigo você vai ver:

O mercado de trabalho foi e ainda é marcado por significativas e persistentes desigualdades de gênero e raça. Esse é um aspecto que deve ser considerado nos processos de implementação de políticas internas de trabalho e emprego.

Para as mulheres conquistarem um espaço no mercado de trabalho, elas tiveram que se esforçar muito!

Foram necessários protestos e manifestações no mundo inteiro para defender melhores condições de trabalho, respeito e igualdade profissional para elas.

Porém, foi só a partir dos anos 90 que o mercado brasileiro começou a inseri-las em suas atividades.

Mas, hoje em dia, será que as mulheres ainda enfrentam dificuldades para conseguir um espaço dentro das empresas? E será que elas ainda ocupam menores cargos e recebem menores salários?

É sobre isso mesmo que vamos discutir nesse post! Além disso, você vai ver também 06 coisas que você pode fazer para diminuir a desigualdade de gênero dentro da sua organização

Confira: 06 Dicas para diminuir a desigualdade de gênero dentro da sua empresa

Na sua organização, a quantidade de funcionários do sexo masculino é próxima ou igual a quantidade de colaboradoras femininas?

De acordo com o Sindicato Trabalhista, hoje as mulheres ocupam 40,8% do total de cargos formais oferecidos no mercado

Porém, segundo um estudo realizado pelo IBGE, elas ainda continuam recebendo menos e trabalhando mais do que os homens.

Você quer evitar que essa desigualdade aconteça na sua empresa?

Então confira 06 coisas que você pode fazer hoje mesmo:

1) Confie na sua funcionária:

Não é difícil encontrar situações onde homens e mulheres exercem as mesmas funções e com a mesma qualidade, mas apenas o trabalhador do sexo masculino é chamado para tomar as grandes decisões da empresa.

Injusto, não acha?

Para que isso não aconteça na sua organização, primeiramente, é necessário que você tenha a confiança em sua colaboradora! Escute suas ideias, analise seus projetos.

Dessa forma, além de incentivá-la em suas atividades, você ganha uma nova visão e uma nova opinião na resolução de problemas do seu negócio. #ficaadica

2) Distribua cargos de liderança conforme a qualificação e não com o gênero:

Você já reparou que o número de mulheres que ocupam cargos de liderança é bem menor, comparando com os homens?

De acordo com a última pesquisa realizada pelo IBGE, divulgada no dia 07/03 (quarta-feira), as mulheres representam 37% dos cargos de direção e alta gerência.

Esse número pode ser ainda pior, ele cai para 10% quando consideramos a quantidade de mulheres líderes nas grandes empresas.

Com base nessas informações, você não acha que é importante criar projetos que aumentem a inserção da mulher dentro das organizações?

Por isso é tão importante distribuir cargos não só de liderança, mas de qualquer outro nível hierárquico, de acordo com a qualificação de um profissional e não com o seu gênero.

Afinal, o mais importante é que esse líder desenvolva bons projetos e coordene bem sua equipe, concorda? ?

3) Estabeleça salários e expedientes iguais para ambos os sexos:

De acordo com a mesma pesquisa divulgada pelo IBGE, mesmo trabalhando e estudando mais, as mulheres continuam ganhando menos do que os homens.

Segundo o estudo, a diferença de salários pode ser de até R$500,00!! No ano passado, por exemplo, a remuneração mensal dos trabalhadores masculinos, era em média de R$ 2.306,00 e das mulheres girava por volta de R$ 1.764,00. ?

Somando-se a isso, foi comprovado também que hoje em dia, as mulheres trabalham, em média, três horas por semana a mais do que os homens e mesmo assim, recebem salários e reconhecimentos menores que os mesmos.

Mas por que será que isso acontece?

A resposta para tal pergunta depende da cultura organizacional de cada empresa, porém, como a inserção da mulher no mercado de trabalho foi mais tardia do que a do homem, muitos gestores ainda pensam que sua produtividade é menor e, por isso, merecem trabalhar mais e ganhar menos.

Dessa forma, para evitar diferenças, você pode usar os princípios da equiparação salarial, ou seja, oferecer o mesmo salário e os mesmos benefícios para trabalhadores que exerçam a mesma função dentro da sua empresa.

4) Respeite as características de cada mulher:

Não deveria, mas homens e mulheres possuem facilidades e limitações diferentes devido ao seu gênero.

Por exemplo, é mais complicado para uma mulher sair da empresa, em um horário muito além de seu expediente do que para um homem, visto que sua segurança pode ser comprometida.

Por isso, em algumas situações, a mulher é obrigada a sair mais cedo de seu trabalho ou até abandoná-lo.

Desse modo, faz-se necessário evitar e respeitar para que esses tipos de situações não acontecem, além de fazer com que sua funcionária trabalhe com mais tranquilidade e motivação. ?

5) Dê total apoio para em sua maternidade:

A mulher, diferente do homem, vive um período muito especial em sua vida: a maternidade.

Porém, esse período não é muito bem visto nas empresas, na medida que aumentam o número de faltas de uma funcionária e sua jornada de trabalho é diminuída.

Todos esses fatores, em conjunto, tornam esse momento muito mais complicado para ela, por isso, respeitar e garantir que o seu emprego não esteja ameaçado no seu retorno são fatores importantíssimos de seu gestor.

6) Não considere um filho como obstáculo:

Nas entrevistas de emprego, é comum que uma das primeiras perguntas a serem feitas para uma mulher é: você possui filhos?

Muitas empresas consideram um filho como um obstáculo na carreira de uma mulher, na medida em que ela terá que dividir sua atenção entre ser profissional e ser mãe.

Porém, o que muitos gestores não sabem, é que o fato de ser mãe aumenta o grau de responsabilidade que uma mulher tem com o seu trabalho, visto que ela focará ainda mais na sua carreira para proporcionar melhores condições de vida para o seu filho. #reflita

Concluindo

Bom, esperamos que após ler todo esse post, você introduza algumas dessas ideias na cultura organizacional da sua empresa.

Quando uma organização assume o compromisso de diminuir essa desigualdade de gênero, começando pelos altos cargos, toda a estrutura da corporação é afetada, criando-se assim culturas e valores empresarias que podem ser compartilhados com todos, desde colaboradores, fornecedores e até clientes.

Afinal, #sermulheré: garra, força e coragem! Hellen Santos – Coordenadora Comercial/Marketing

#sermulheré: ser quem ela quiser ser!! Vitória Rodrigues – Estagiária de Outbound Marketing

#sermulheré: ser forte o bastante para enfrentar desafios, conquistar seu espaço e lutar permanentemente por igualdade. Cinthia Sayuri – Estagiária de Inbound Marketing

Ah! Falando em gestão, que tal conferir um outro post aqui do blog, que vai ter ajudar a fazer com que seu dia renda muito mais? 😀 Dê uma olhadinha agora mesmo e depois comenta o que você achou: Gestão do Tempo: 08 Dicas para melhorar sua produtividade no trabalho!

 Até maiiiiiis!
Por Cinthia Sayuri, departamento de Markeitng da Direto, Contabilidade, Gestão e Consultoria.

Compartilhe nas redes:

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Artigo - Direto Group - Contabilidade em São Paulo - SP

Deixe um comentário

Veja também

Posts Relacionados

Tem Clínica Em São Paulo E Está Com As Finanças Bagunçadas. Descubra Como Se Organizar! - Direto Group

Como organizar as finanças para clínicas médicas em São Paulo

Tem clínica em São Paulo e está com as finanças bagunçadas? Descubra como se organizar! Melhore a gestão financeira da sua clínica em São Paulo com dicas práticas. Controle custos, aumente a lucratividade e garanta o sucesso do seu negócio Organizar as finanças de uma clínica médica em São Paulo

Cinco Exemplos De Holdings Familiares Bem Sucedidas E O Que Você Pode Aprender Com Elas. (1) - Direto Group

Descubra como holdings familiares de sucesso podem revolucionar seu Family Office!

Exemplos de holdings familiares bem-sucedidas e o que você pode aprender com elas. Descubra como as holdings familiares bem-sucedidas podem inspirar estratégias para potencializar o seu Family Office! As holdings familiares são estruturas empresariais que desempenham um papel crucial na gestão e proteção do patrimônio de grandes famílias.  No contexto

Os Primeiros Passos Para Criar Uma Holding Familiar. Um Guia Para Não Cometer Erros. (2) - Direto Group

Os segredos da holding familiar para o público Family Office

Os primeiros passos para criar uma holding familiar: um guia para não cometer erros. Descubra o guia completo para criar sua holding familiar sem cometer erros, especialmente para o público Family Office. A criação de uma holding familiar é uma estratégia fundamental para famílias que desejam gerir e proteger seu

Como Aliviar Os Impostos. Itbi E Itcmd Abrindo Uma Holding - Direto Group

Como uma Holding Pode Diminuir Custos com ITBI e ITCMD?

Como aliviar os impostos: ITBI e ITCMD abrindo uma Holding?  Saiba mais sobre o papel das Holdings Familiares na redução de ITBI e ITCMD e como isso pode beneficiar seu planejamento financeiro. O Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e o Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD)

Gestão De Investimentos Em Family Office. Porque é Tão Importante (1) - Direto Group

A importância da Gestão de Investimentos em Family Office

Gestão de investimentos em Family Office: Porque é tão importante? Descubra como a Gestão de Investimentos pode garantir a segurança e crescimento do seu patrimônio A gestão de investimentos é uma pedra angular na operação de um Family Office, responsável não só pela prosperidade econômica imediata, mas também pelo legado

Recomendado só para você!
Sua organização já criou estratégias para o Dia do Consumidor?…
Cresta Posts Box by CP