Descubra como a Direto
vai agilizar sua vida!

    Segurança e medicina do trabalho: o que você não pode deixar de saber e fazer!

    Segurança e medicina do trabalho: o que você não pode deixar de saber e fazer!

    Trabalhar em um escritório, sentado e de frente a um computador parece não ser prejudicial à saúde, não é mesmo? Mas é aí que você se engana!

    Quando o assunto: segurança e medicina do trabalho é abordado, muitas empresas acham que ele é importante apenas para locais insalubres, mas, o que muitos não sabem, é que os riscos a quem exerce atividades sedentárias também são muito grandes.

    De acordo com os dados divulgados pelo INSS, o principal motivo que mantém as pessoas afastadas de seus trabalhos está ligado a dorsalgia (dores relacionadas a coluna vertebral) por passarem muito tempo sentadas.

    Mas não para por aí, além das dores nas costas, outros problemas também são agravados ou proporcionados por trabalhar várias horas na mesma posição, como: aumento dos índices de diabetes, colesterol, triglicérides e pressão alta, depressão e ansiedade, doenças cardíacas, problemas na visão, lesões nas articulações dos membros inferiores e superiores, entre outros.

    Esse assunto não é muito discutido no ambiente de trabalho, pois as empresas, além de não arcarem com os custos de um tratamento, elas também não querem ficar com ausências na sua equipe, mas é obrigação do empregador proporcionar um ambiente seguro e saudável para seu empregado.

    Nesse post, iremos abordar os principais fatores que podem causar afastamentos em sua equipe devido a doenças ligadas ao trabalho sedentário, a base legal que sua empresa deve seguir para evitar contratempos e ainda um checklist completo para você proporcionar um melhor ambiente de trabalho para o seu colaborador!

    Vamos começar?

     

    Afinal, você sabe a diferença entre Segurança x Medicina do Trabalho?

     

     

    Antes de começar esse post, é importante que você entenda a diferença desses dois conceitos, que parecem significar a mesma coisa, mas possuem aplicações bem diferentes dentro de uma empresa, veja:

     

    Segurança do Trabalho:

    A Segurança do Trabalho cuida da prevenção de acidentes dentro da empresa.

    Por meio de normas técnicas estabelecidas por lei, os profissionais dessa área devem garantir proteção a integridade física dos funcionários.

    Essa proteção está ligada tanto a risco inerente à atividade exercida (acidentes com instrumentos de trabalho), como a risco genéricos (incêndios e choques elétricos, por exemplo).

     

    Medicina do Trabalho:

    Já a medicina do trabalho, atua na prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças que podem ser ocasionadas pela atividade exercida.

    Essa área tem como objetivo, preservar a saúde física, mental e social do trabalhador, fazendo com que ele esteja saudável e apto para realizar todas as atividades pertinentes a sua função.

    Para saber se um colaborador está apto para trabalhar, os profissionais dessa área avaliam os exames médicos ocupacionais, que são: admissional, demissional, periódicos e de mudança ou retorno de função.

    Devido a sua importância, vamos conversar um pouquinho mais sobre eles?

     

    Você sabe quais são os exames médicos ocupacionais obrigatórios por lei?

     

    Você já percebeu que quando um funcionário é admitido em uma organização, geralmente, é pedido uma avaliação médica para ele no início e no decorrer de sua contratação?

    Por que será que esses exames são pedidos e são tão importantes para a empresa?

    Bom, os exames que são solicitados ao trabalhador são chamados de: exames médicos ocupacionais. Essas avaliações mostram o estado saúde dos colaboradores durante seu contrato de trabalho com uma empresa.

    A solicitação desses exames tem caráter obrigatório e é regido por lei, a empresa precisa manter atualizado o ASO (Atestado de Saúde Ocupacional) de todos os seus colaboradores para evitar multas e cobranças dos órgãos de trabalho.

    Vamos ver quais são esses exames médicos obrigatórios?

     

    • Exame Admissional:

    Esse exame é pedido ao funcionário no momento da sua contratação.

    O prazo para sua realização é relativo, depende dos sindicatos que cada categoria está inserida. Mas o correto é realizá-lo antes de contratação e do início das atividades dentro da empresa.

     

    • Exame Periódico:

    São exames que devem ser realizado durante o período que o colaborador passa trabalhando na empresa.

    Ele é realizado de acordo com o risco que o trabalho proporciona e da idade do funcionário. Sendo dividido da seguinte forma:

    Semestral: para os colaboradores que trabalham em locais insalubres;

    Anual: para colaboradores com idade inferior a 18 anos e maiores de 45 anos;

    Bienal: para colaboradores com faixa etária entre 18 e 45 anos.

     

    • Retorno ao Trabalho:

    Exames que devem ser realizado nos trabalhadores quando os mesmos ficaram afastados por um tempo maior que 30 dias, como a licença maternidade, por exemplo.

     

    • Mudança de Função:

    É pedido ao trabalhador que troca de função ou de setor dentro da mesma empresa.

     

    • Exame Demissional:

    Ele é pedido quando um funcionário é demitido de uma empresa.

    O exame demissional tem como objetivo avaliar a saúde do colaborador após prestar seus serviços para a organização.

     

    Base Legal

     

    Como você pode ver, são muitos exames, não é mesmo?

    Por isso, é importante lembrar que todos eles devem ser realizados com base nas Leis ligadas à Segurança e Saúde do Trabalho, que são as Normas Regulamentadoras – NR (No total são 36 normas vigentes, que são dividas por ramo de atividade e grau de insalubridade).

    A norma que prevê a regularização dos exames médicos ocupacionais é a NR-7.

    Essas normas são obrigatórias, tanto para empresas públicas como privadas e para qualquer organização que possua empregados regulamentados pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

    O não cumprimento dessas obrigações pode acarretar em multas ou punições para a empresa

    Mas, mesmo pedindo todas essas avaliações de saúde, alguns funcionários podem desenvolver algumas doenças, vamos ver quais são os principais motivos que fazem tantos colaboradores desenvolverem um problema de saúde?

     

    As principais causas dos problemas de saúde para quem trabalha em um escritório

     

     

    No início desse post, começamos a conversar sobre dores nas costas, você se lembra? Como eu disse também, há diversos outros problemas que podem ser ocasionados por quem trabalha em sala empresariais diariamente.

    Confira agora quais são os principais motivos que podem afetar seu colaborador:

     

    1. Passar muito tempo sentado:

    Você já percebeu que a  maioria das pessoas que trabalham sentadas, o dia inteiro, normalmente, reclamam de dores nas costas à noite?

    Provavelmente sim e muitas vezes, não é mesmo? Como eu disse na introdução desse post, esse é o principal motivo que faz com que as pessoas fiquem afastadas de seu trabalho por alguns dias.

    Porém, passar horas sentados pode provocar muito mais problemas de saúde:

    Quando não estamos nos movimentando por muito tempo, nosso corpo gasta menos caloria, fazendo com que a nossa atividade metabólica seja diminuída, dessa forma, muitas funções do nosso corpo são afetadas, levando a uma maior chance de desenvolver:

    Problemas na coluna – Adversidades nos membro inferiores – Obesidade – Diabetes, colesterol e triglicérides – Doenças cardíacas – Problemas de pressão – Alterações renais – Problemas na coluna – Varizes – Trombose.

    Além de diminuir a expectativa de vida das pessoas, segundo uma pesquisa realizada pela BMJ Open, reduzir o tempo sentado três horas por dia, a expectativa de vida pode aumentar em até dois anos.

     

    2. Ficar muito tempo debruçado:

    Além de passar muito tempo sentado, ficar horas sentado com uma postura inadequada pode prejudicar e muito a saúde da sua coluna.

    Além de dores musculares nas costas, você pode desenvolver problemas mais sérios, podemos citar como os mais ocorridos: escoliose, lordose e cifose (desvios na coluna vertebral), Hérnia de disco, Artrite e Bursite.

     

    3. Falta de limpeza do ar condicionado:

    Pode parecer frescura, mas, se você reparar, quando chega o verão e o ar condicionado é ligado com mais frequência, muitos colaboradores ficam doentes ao mesmo tempo.

    Além do contágio de pessoa para pessoa, o ar condicionado que não é limpo frequentemente, pode contribuir para isso.

    Tudo isso porque, sem manutenção, o ar condicionado pode conter inúmeras partículas tóxicas e que prejudicam nossa saúde, tornando o ar de dentro de um escritório mais sujo do que o do lado de fora.

     

    4. Trabalhar mais de 8 horas por dia:

    Um estudo realizado no Instituto Finlandês de Saúde Ocupacional, mostrou que o resultado de diversas pesquisas feitas desde 1960, aproximadamente, e revelou que pessoas que trabalham mais de 8 horas por dia aumentam em 40 a 80% as chances de ter uma doença no coração.

    Além de doenças cardíacas, se o colaborador apresentar em conjunto: stress, má alimentação, poucas horas de sono ou sedentarismo, as chances dele desenvolver outras doenças, tão graves como, aumentam.

     

    5. Passar muito tempo olhando para o computador:

    Você já percebeu que, nos dias de hoje, cada vez mais pessoas estão usando óculos?

    Esse fato se deve, principalmente, ao aumento da utilização da tecnologia nas empresas.

    Passar 8 horas por dia olhando fixamente para uma telinha, sem desviar a atenção durante alguns minutos, pode provocar, desde dores de cabeça e enxaquecas, como problemas de visão: miopia, astigmatismo e hipermetropia.

     

    6. Fazer movimentos repetitivos por muito tempo:

    Quanto tempo você passa digitando em seu trabalho?

    Se você ficar longos períodos e realizar essa atividade todos os dias, você pode passar a ter LER.

    LER, significa Lesão por Esforço Repetitivo, que como o próprio nome já diz, refere-se a lesões causadas nos nervos e músculos devido a repetição constante de determinados movimentos.

    Os sintomas aparecem com dores agudas nos pulsos e nos braços, passando a causar problemas crônicos ou lesões nas áreas afetadas.

     

    03 coisas que você não pode deixar de fazer na sua empresa!

     

    Para prevenir que os seus funcionários sofram as consequências de um trabalho sedentário e evitar multas por não cumprir as devidas obrigações, escrevemos aqui  03 coisas que você não pode deixar de fazer quanto a Segurança e Medicina do Trabalho, vamos conferir?

     

    1. Manter todos os exames médicos ocupacionais atualizados:

    Para que todos os exames médicos ocupacionais estejam atualizados, você pode controlá-los através do PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional), previsto na NR-7.

    Manter todos esses exames médicos em dia, é importante tanto para o empregado como para o empregador.

    Para o empregador,  seguir o que consta nas Leis Trabalhistas, evita futuras multas e processos dos colaboradores.

    Para o empregado, a atualização desses exames garante melhores condições de trabalho e uma vida mais saudável, pois, se for detectado algum problema de saúde, este poderá ser tratado previamente, evitando complicações.

     

    2. Fornecer as básicas condições de trabalho:

    Algumas empresas, mesmo nos dias de hoje, ainda acham que pagar o salário aos seus colaboradores é suficiente para fazer com que eles produzam cada vez mais.

    Mas acabamos de ver neste post, que, se o empregador não fornecer algumas condições mínimas de trabalho, o colaborador diminuirá seu desempenho, podendo prejudicar todo o desenvolvimento da organização.

    O PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais), como o próprio nome já diz, é um programa que cuida da preservação da saúde e da integridade dos trabalhadores, no qual está articulado juntamente com as normas regulamentadoras.

    De acordo com ele e com a NR-9, é necessário fornecer condições de iluminação e de ruídos adequados ao trabalhador.

    Já, fornecer cadeiras ergonomicamente adequadas e mesas na altura correta estão previstos na NR-17.

    Além disso, é importante verificar também questões como: evitar cadeiras quebradas, manter banheiros e lavabos limpos, ar condicionado na temperatura correta e outros.

     

    3. Fornecer informação e recursos aos seus colaboradores:

    Seus funcionários têm acesso à informação sobre Medicina e Segurança do Trabalho? Será que eles sabem quais problemas de saúde estão expostos ao trabalhar em um escritório?

    Infelizmente, diante de tantas tarefas, certos assuntos ficam para depois …

    Por isso, explicar quais são os meios preventivos desses problemas de saúde é fundamental, seja por meio de palestras, campanhas ou por uma simples conversa, tudo isso fará com que seu colaborador comece a pensar em mudar alguns hábitos no trabalho.

    Fornecer recursos para incentivar seus empregados a praticar exercícios físicos também é bem interessante! Você já pensou em firmar parceria com academias ou centros esportivos? Fazendo isso, seus funcionários terão uma qualidade de vida muito melhor e consequentemente, um melhor desempenho nas suas atividades no trabalho.

    A ginástica laboral é uma outra alternativa que você pode optar para estimular a prática de exercício físico nos seus colaboradores. Ela pode ser feita na própria empresa, com orientação de um profissional, de 2 a 5 dias por semana e de 15 a 30 minutos por sessão.

    Essas ações são bem legais, pois nesses momento em que o funcionário passar fazendo atividades físicas, compensará o tempo que ele ficou no trabalho, além de prevenir outros problemas de saúde físico, emocional e social.

    Quando um colaborador perceber que a empresa está se preocupando com sua saúde e segurança, ele se sentirá mais reconhecido e seu desenvolvimento poderá aumentar! #ficaadica!

     

    Conclusão

     

    Você se lembra de tudo o que a gente conversou nesse post? Vamos fazer um rápido feedback para você não se esquecer de nada? Apresentamos para você:

    • A diferença entre segurança e medicina do trabalho;
    • A importância dos exames médicos laboratoriais;
    • Os principais pontos da Legislação que cuida da saúde do trabalhador;
    • Problemas de saúde enfrentados pelos colaboradores que trabalham em um escritório;

    E 3 dicas fundamentais que você não pode deixar de fazer!

    O importante é fornecer uma melhor qualidade de vida aos seus colaboradores, para, além de atender a maior partes dos requisitos exigidos por lei, ganhar aumento de produtividade e dedicação da sua equipe.

    Se quiser conversar mais com a gente sobre o assunto ou tirar alguma dúvida de como implementar a Segurança e a Medicina de Trabalho na sua empresa, mande um e-mail para a gente: [email protected], ou entre em contato conosco pelas nossas redes sociais: Linkedin, Facebook e Twitter, aproveite e acompanhe também todas as nossas postagens!

    Ah! Falando em gestão, porque você não aproveita e dá uma olhadinha nesse outro post aqui do nosso blog? 07 coisas que você pode fazer para impulsionar a sua empresa!

    Tá muito bacana!! Confere lá 😀

    Por Cinthia Sayuri, Departamento de Marketing da Direto Contabilidade, Gestão e Consultoria.

     

    Share on facebook
    Facebook
    Share on google
    Google+
    Share on twitter
    Twitter
    Share on linkedin
    LinkedIn

    Outros artigos que podem te interessar

    Lucro Real: Entenda o que é, como calcular e suas vantagens

    Atualizado em agosto 17, 2022 Entenda o que é o Lucro real, quando optar por este regime e suas principais vantagens Você já ouviu falar em Lucro Real? Com a altíssima carga tributária a que as empresas estão sujeitas em nosso país, é fundamental que o empresário escolha o regime tributário mais adequado ao perfil

    Copa do Mundo 2022: Liberar ou não os colaboradores para assistir os jogos?

    junho 14, 2018Atualizado em agosto, 2022 A Copa do Mundo acabou de começar e dentro de alguns meses veremos nossa seleção no campo em busca do tão sonhado Hexa! Conforme sorteio realizado em abril deste ano, o Brasil ficou no grupo G, e vai enfrentar a Sérvia no dia 24 de novembro (quinta-feira), a Suíça

    O que a contabilidade pode fazer pelas pequenas empresas?

    Uma pequena empresa enfrenta diversas dificuldades no mercado, não é mesmo?Além de enfrentar a concorrência de organizações maiores, ela deve ter total controle de sua gestão para se manter saudável financeira e economicamente. Você já pensou que a contabilidade pode se tornar uma vantagem competitiva se você souber utilizá-la a seu favor? Isso mesmo, além

    Outros artigos que podem te interessar

    Assine nossa Newsletter

    Gostaria de saber mais sobre o assunto?