Descubra como a Direto
vai agilizar sua vida!

    07 coisas que você pode fazer para impulsionar a sua empresa!

    07 coisas que você pode fazer para impulsionar a sua empresa!

    O avanço tecnológico que estamos vendo e sentindo nos últimos anos, fez surgir uma nova realidade no mercado empresarial …

    Investimentos em tecnologia, qualificação profissional, gerenciamento de custos e estratégia de vendas tornaram-se ferramentas cada vez mais importantes para uma empresa obter destaque em um mercado tão concorrido.

    Mas não para por aí!

    Além de todos esses investimentos, é importante que uma organização obtenha o controle de todos os seus departamentos, para assim, responder aos desafios lançados frequentemente pelo mercado corporativo.

    Quando todos os colaboradores do seu negócio trabalham em conjunto e voltados para o objetivo geral da empresa e para o seu core business, as chances de você conseguir uma posição maior no seu mercado são enormes!

    Pensando nisso, escrevi 07 dicas que vão te ajudar (muito) no controle e na competitividade do seu negócio, veja:

     

    1: Analise se o Regime Tributário da sua empresa é o melhor em custo e benefício:

    Você sabe se o Regime Tributário da sua empresa é o mais adequado em relação ao seu ramo de atividade, número de funcionários e porte?

    Escolher o melhor Regime de Tributação para o seu negócio é uma das tarefas mais importantes para se obter uma boa gestão fiscal e ótimos resultados financeiros.

    Isso acontece porque o Regime Tributário é responsável por regulamentar a forma de tributação de uma empresa.

    Porém, devemos ficar atentos, pois cada organização se encaixa melhor em uma forma de tributação e a escolha certa garante maior facilidade e segurança financeira para o seu negócio!

    Escolher o melhor Regime Tributário em relação ao custo e benefício te ajuda também a economizar no cálculo e no pagamento de impostos e facilita a apresentação de obrigações e declarações de informações fiscais à Administração Pública.

    Por estes motivos, é necessário que você analise e estude, junto com o seu contador ou profissional fiscal, as três formas de tributação existentes no Brasil: Simples Nacional, Lucro Real e Lucro Presumido e veja qual é a mais benéfica para sua empresa.

    Mas preste atenção, pois cada Regime Tributário possui características específicas e que podem beneficiar ou não o seu negócio, como:

    • Faturamento bruto e líquido;
    • Ramo de atividade;
    • Custos ligados à operação;
    • Despesas gerais;
    • Nível de controle contábil e fiscal;
    • Situação fiscal dos sócios.

    #Ficaadica

     

     

    2: Utilize os dados provindos da Contabilidade para ajudar na gestão e no gerenciamento do seu negócio:

    Você utiliza os dados provindos da contabilidade para ajudar na administração da sua empresa?

    Ao contrário do que a maioria dos gestores pensam, as responsabilidades de um contador vão muito além do que emitir notas fiscais e fazer planilhas no Excel

    Esse profissional atua de forma direta no gerenciamento de custos e despesas de uma empresa e ainda fornece informações essenciais para auxiliar na tomada de decisão de um diretor!

    Por meio da análise dos ativos, passivos, custos e despesas, rentabilidade e lucratividade, a contabilidade fornece relatórios tanto para a Administração Pública, como para os próprios gestores de uma organização, como o: planejamento tributário, balanço e balancete.

    Além disso, através de notas fiscais, extratos bancários e relatórios financeiros, ela gera demonstrativos que possibilitam uma tomada de decisão mais assertiva e segura por parte dos gestores, que analisam onde há mais gastos, diminuem se houver muitas despesas ou fazem novos investimentos.

    Podemos dizer que a contabilidade coleta todos os dados econômicos, mensura-os monetariamente, registra-os e sumariza-os em forma de relatórios ou de comunicados.

    Por isso, utilizar seus dados e informações como ferramentas de gestão, são estratégias que garantem uma administração com mais qualidade, confiança e estratégia #PenseNisso

     

    3: Invista na capacitação profissional dos seus funcionários:

    Você se lembra quando foi a última vez que você forneceu um curso ou uma palestra ao seu colaborador?

    Bem como conversamos no início desse post, com o aumento da competitividade entre as empresas, ter uma vantagem competitiva tornou-se algo fundamental para uma empresa se manter ativa no mercado em que atua.

    E uma das maneiras que você pode garantir esse espaço no mercado, é através do investimento na capacitação profissional dos seus empregados.

    Isso mesmo! É através da renovação contínua de conhecimento da sua equipe, aplicada aos produtos ou serviços da sua organização, que o seu negócio pode impulsionar um novo projeto no mercado e colher muitos resultados positivos com isso!

    Mas não para por aí, ao investir na capacitação profissional dos seus funcionários, sua empresa ganha ainda muito mais!

    Fizemos uma pequena lista abaixo, dos principais benefícios propiciados por esse investimento, veja:

    • Gera conhecimentos específicos para atender as necessidades da corporação;
    • Reduz custos;
    • Diminui a rotatividade da equipe;
    • Garante aumento de produtividade;
    • Gera maior competitividade da empresa.

    Desse modo, a capacitação profissional dos funcionários deve ser vista pelas empresas como um investimento e não como um gasto, possibilitando assim a prevenção de problemas futuros e garantia de referência e produtividade.

     

    4: Pense em possibilidades de Reorganização Societária:

    Você já pensou em fundir ou expandir sua empresa?

    Desde a sua criação, um negócio passa por diversas etapas, desde a fusão com novas organizações, até a incorporação de novas unidades.

    Essas mudanças em sua sociedade, normalmente ditadas pelo mercado corporativo em que atua, são chamadas de Reorganizações Societárias, você já ouviu falar dela?

    Ela refere-se a qualquer alteração na estrutura, no tipo ou na composição de uma sociedade de uma empresa, podendo ser uma:

    • Fusão;
    • Cisão;
    • Incorporação.

    Normalmente, ela acontece com o objetivo de ampliar o patrimônio da empresa, combater a concorrência, fortalecer a posição da marca no mercado, buscar talentos na gestão do empreendimento, incorporar novas tecnologias, reduzir custos e impostos, aumentar lucros, ampliar abrangência da marca ou aumentar o nicho de mercado.

    Foi o que aconteceu com a Direto Contabilidade, Gestão e Consultoria, que no início desse ano anunciou fusão com a BLM Assessoria Contábil, adquirindo assim toda a sua totalidade de operações, incluindo todas as suas instalações, funcionários e ativos de cliente.

    A Direto utilizou essa ferramenta para fortalecer sua presença dentro de São Paulo, abrir novos mercados e melhora sua prestação de serviços. Além de crescer em todas as localidades e setores.

     

     

    Peça o auxílio de uma consultoria, assessoria ou controladoria quando necessário:

    Você já sentiu a necessidade de obter um auxílio para gerenciar sua empresa, sua equipe ou suas finanças? Ou você já precisou de uma mão extra (ou no caso, um cérebro) para te ajudar a tomar alguma decisão na empresa?

    Se você respondeu SIM para alguma dessas perguntas, fique calmo e não se preocupe, você não está sozinho!

    Com o novo cenário empresarial que estamos vivenciando hoje (como conversamos em todo esse post), é cada vez mais necessário existir uma reação imediata aos novos desafios lançados no dia a dia.

    Porém, nem sempre sabemos como agir ou resolver um determinado problema …

    E é aí que aparece o papel da consultoria, controladoria e assessoria!

    Vamos conhecer como cada uma pode te ajudar?

     

     

    5: Consultoria:

    A consultoria tem como objetivo atender as necessidades de cada empresa, através de um estudo detalhado de sua situação atual e propor soluções assertivas para reverter e melhorar o seu quadro em geral.

    Esse serviço visa aconselhar um gestor quanto a ações que podem ser tomadas para identificar ou solucionar problemas gerenciais ou promover melhorias no processo produtivo.

    Esse auxílio, garante que sua organização obtenha a visão externa de um consultor, que dispões de instrumentos, conhecimentos e experiências nem sempre vivenciadas por uma empresa.

    Mas não para por aí, uma consultoria promove mais uma série de benefícios, como: aumenta o alcance de resultados, melhora o desempenho do seu negócio, atualiza sua organização com as novidades do mercado e ainda, direciona sua empresa para o crescimento.

    É importante salientar que existem consultoria para os mais diversos problemas, listamos logo abaixo alguns exemplos para você conhecer:

    • Finanças;
    • Oratória, negociação e persuasão;
    • Vendas;
    • Lideranças;
    • Gestão de Pessoas.

    Cabe a cada gestor, analisar e verificar qual é a mais adequada para o problema da sua empresa.

    Mas fique atento, é dever do consultor apenas apontar o caminho e sugerir soluções, não interferindo de maneira prática nas atividades do seu negócio.

    Portanto, é importante salientar que, para um trabalho de consultoria se tornar eficiente, deve haver uma relação de credibilidade entre ambas as partes: tanto do consultor como do gestor, por isso, # GoAhead!

     

    6: Assessoria:

    Assim como a consultoria, a assessoria tem como objetivo prestar apoio e suporte para sua empresa.

    Porém, a assessoria funciona como uma assistência de um profissional em determinada área do conhecimento.

    Sua função é prestar auxílio técnico ao gestor desde o desenvolvimento do projeto até a execução do serviço, interferindo diretamente nos processos e nas atividades da empresa para soluciona-los.

    É mais comum que a assessoria seja utilizada para solucionar um problema específico e que já tenha sido identificado pelo gestor e que exige soluções práticas para gerenciar um departamento que exija conhecimento técnico em determinada área.

    Os tipos mais comuns de assessoria são:

    • Contábil;
    • Fiscal;
    • Pessoal;
    • Legal;
    • Societário.

    E cabe, novamente, cada gestor identificar qual é a mais indicada para o seu negócio!

     

    7: Controladoria:

    Já a controladoria tem como função principal dar assessoria e consultoria aos gestores nos processos de tomada de decisão.

    Ela busca otimizar o processo decisório, garantindo informações adequadas aos gestores em busca de uma eficiência e eficácia gerencial.

    No mercado corporativo, é mais comum que haja consultoria de:

    • Contabilidade;
    • Fiscal;
    • Financeiro;
    • Custos;
    • Planejamento Tributário;
    • Previsão Orçamentária Anual;
    • Planejamento Estratégico.

    E de novo, cada empresa deve escolher qual é a melhor para determinado problema.

     

    Concluindo …

    Esperamos que este post seja muito útil para você!

    Reuni aqui as 07 dicas mais importantes e que você  jamais pode se esquecer, viu?

    Ficou com alguma dúvida ou quer conversar mais com a gente?

    Clique aqui , fale com um de nossos especialistas!

    Vou esperar o seu contato, viu?

     

    Ah! Já que estamos falando de gestão, que tal dar uma olhadinha nesse outro post aqui do nosso blog?

     

    Por Cinthia Sayuri, departamento de Marketing da Direto Contabilidade, Gestão e Consultoria.

    Atualizado em 28/02/2022por Hellen Santos – Comercial/Marketing do Grupo Direto

    Share on facebook
    Facebook
    Share on google
    Google+
    Share on twitter
    Twitter
    Share on linkedin
    LinkedIn

    Outros artigos que podem te interessar

    O que a contabilidade pode fazer pelas pequenas empresas?

    Uma pequena empresa enfrenta diversas dificuldades no mercado, não é mesmo?Além de enfrentar a concorrência de organizações maiores, ela deve ter total controle de sua gestão para se manter saudável financeira e economicamente. Você já pensou que a contabilidade pode se tornar uma vantagem competitiva se você souber utilizá-la a seu favor? Isso mesmo, além

    REFORMA TRIBUTÁRIA e seus impactos nos Planejamentos Sucessórios

    O que é Reforma Tributária? Reforma tributária é a proposta do Governo Federal para simplificar o sistema tributário brasileiro extinguir tributos como o PIS, Cofins, IPI, ICMS e ISS por um Imposto sobre Operações com Bens e Serviços (IBS).  A reforma busca modernizar a arrecadação de tributos e impostos para favorecer a competitividade das empresas. O

    Outros artigos que podem te interessar

    Assine nossa Newsletter

    Gostaria de saber mais sobre o assunto?